quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

::Sessões da tarde::

   Uma das minhas atividades favoritas nas férias é ver filmes e ler livros. Tem gente que gosta de ir à praia, tem gente que gosta de correr. Eu gosto de ver filmes. Uma amiga disse que chega uma certa idade e nada se torna assim, tão incrível, quanto os filmes que você viu na juventude. Mesmo assim, tem coisa boa por aí. Mas tem muita coisa ruim. E como tem!

   Acabei numa madrugada dessas esbarrando com dois filmes que já tinha ouvido (e falar bem) e acabei por assistir.  primeiro foi TRON e o segundo A CASA DE CERA. Confesso que fiquei desapontada com a qualidade dos roteiros... e mais desapontada ainda com a fotografia e a trilha sonora e as interpretações... enfim. Me perguntei se as pessoas que me falaram que estes dois filmes eram "muito bons" tinham aquele senso comum de filmes Block Buster ou se somente não foram apresentadas aos filmes realmente bons. Não que eu seja crítica de cinema gabaritada nem nada do gênero. Mas não consigo gostar de "qualquer coisa". Aí, cinéfilos que somos nessa família, entramos numa onda de arrumar, catalogar e fuçar os nossos títulos (e não sã poucos...). Temos uma coleção de Lps, Cds e Dvds.

    Bom, Tron é o típico filme de ficção da Disney. Porém, com algo do gênero, troco ele por um filme mais "antiguinho" chamado INIMIGO MEU. Era um clássico da Sessão da Tarde dos anos 80. Mas com aquele Q a mais que Tron não conseguiu trazer. Tentou ser retrô, mas não foi. Então fico com um retrô original. #ficaadica

 
   O outro foi A CASA DE CERA, que muitos me falaram ser um "filmão" de terror, bem estilo clássico. No começo gostei, até achei que o roteiro seguiria a proposta dos clássicos filmes trash. Mas achei que ou faltou o óbvio ou extrapolou o óbvio, Faltou achar aquele ponto de equilíbrio. Filme clássico de terror? Adooooro! Desde "O ataque das vespas gigantes" até "Uma noite alucinante". Trash por trash, então vamos para a obra prima. Tem um certo diretor Curitibano, que tem seus filmes rolando volta e meia pelo canal SPACE, na Tv Paga. E me divirto muuuuito com eles. Claro que devo admitir que sou fã de carteirinha do trabalho desse diretor PAULO BISCAIA e de sua companhia a VIGOR MORTIS. Porém, se algum dia você se deparar com uma obra dele, garanto muito mais diversão do que eu tive nos 90 minutos de A Casa de cera... Então #ficaadica NERVO CRANIANO ZERO e MORGUE STORY - SANGUE BAIACU E QUADRINHOS





E MUITO MAIS SESSÃO DA TARDE NESSAS FÉRIAS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Falando nisso... deixe seu comentário: