terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Ferias

"Quando pessoas talentosas escrevem mal, é geralmente por um desses motivos: elas ou foram cegadas por uma ideia a qual se sentem compelidas a provar, ou são guiadas por uma emoção que precisam expressar. Quando pessoas talentosas escrevem bem, geralmente é por esse motivo: elas são movidas por um desejo de tocar o público. [...] O público é incrivelmente sensível, e, quando se instala em um cinema escuro, seu Q.I. coletivo aumenta vinte e cinco pontos. Quando você vai ao cinema, você não se sente mais inteligente do que aquilo que você assiste? Que você sabe o que as personagens farão antes de o fazerem? Que você sabe o final bem antes dele chegar? O público não é apenas inteligente, ele é mais inteligente do que a maioria dos filmes, e esse fato não vai mudar quando você for para o outro lado da tela. Tudo o que um roteirista pode fazer, usando toda a técnica na qual ele se tornou perito, é manter à frente das percepções aguçadas de um público concentrado. [...] Mas minha esperança vai além de competência e habilidade. Estou faminto por grandes filmes. Nessas últimas duas décadas eu vi bons filmes, e alguns muito bons, mas raramente vi um filme de poder e beleza estonteantes. Talvez seja eu; talvez eu esteja acabado. Mas eu não acho. Ainda não. Eu ainda acredito que a arte transforma a vida. Mas eu sei que se você não consegue tocar todos os instrumentos da orquestra da estória, não importa qual música esteja em sua imaginação, permitir seu comando da arte, para libertá-lo para escrever uma visão da vida, para levantar seu talento além das convenções, para que você crie filmes de substância, estrutura e estilo distintos."

*Trecho do livro STORY - substância, estrutura, estilo e os princípios da escrita de roteiro. Robert McKee

   Como as férias vem chegando, o projeto COMO AJUDAR PESSOAS fica longe dos alunos. O que dificulta um pouco, pois as coisas surgem a partir do cotidiano em sala de aula. Ano que vem, acredito que as coisas tomarão um formato diferente. Estou estudando e modificando um pouco a minha forma de escrever. Por isso comecei a ler de novo o livro do Mestre McKee. Durante as férias, tentarei lembrar de histórias mais antigas para continuar escrevendo ou tentarei - como hoje - colocar algumas ideias, leituras e indicações das coisas que vem me ajudando. Bons livros, bons filmes, peças, exposições,... e o que mais pintar por aí. Apesar de ter o Otto tomando grande parte do meu tempo... Quem sabe ele não me ajuda?

E as poesias e contos ficarão no blog Margaridas Paranóicas que agora tem novo endereço: http://margaridasparanoicas.blogspot.com e que também se tornará um Blog/Vlog 

E continuamos com as coisas e contos e mães... 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Falando nisso... deixe seu comentário: