domingo, 18 de junho de 2017

Como Fazer Crítica de um filme

Não importa se um filme é uma porcaria ou uma obra de arte, ele merece ser analisado criticamente. Uma crítica deve entreter, convencer e informar para oferecer uma opinião original sem entregar muito da trama do filme. Uma boa crítica pode ser considerada uma obra de arte! Aprenda a analisar filmes, criar teses interessantes e escrever críticas tão divertidas quanto os filmes que está avaliando.

1Identifique os fatos básicos sobre o filme. Não é preciso saber muito sobre ele antes de assisti-lo, mas isso é importante na hora de escrever a crítica. A ideia, afinal, é escrever uma análise baseada em fatos e opiniões. Você precisa saber: O título do filme e o ano de lançamento; O nome do diretor; Os nomes dos protagonistas; O gênero.

2Faça anotações enquanto assiste o filme. Quando for sentar para ver um filme, pegue uma cadernetinha ou um laptop para fazer anotações. Os filmes são longos e, ao terminar, você pode esquecer de pontos importantes. As anotações ajudam a lembrar de coisas pequenas. Faça uma anotação sempre que algo, positivo ou negativo, se destacar. O comentário pode ser sobre figurinos, maquiagens, cenários, trilhas sonoras, etc. Pense em como o detalhe se relaciona com o restante do filme e o que isso significa no contexto da crítica. Identifique padrões conforme o filme se desenrola. Pause o filme com frequência e volte se necessário. Não perca nada!

3 Estude as mecânicas do filme. Analise os diferentes componentes da obra conforme a assiste. Durante ou após a exibição, pergunte-se quais foram as impressões que teve das seguintes áreas:
·                     Direção. Como o diretor optou por representar os eventos da história. Se o filme é lento ou não inclui elementos que considera necessários, bote a culpa no diretor. Se já viu outro filmes dirigidos por ele, compare-os e veja qual gosta mais.
·                     Fotografia. Quais técnicas foram usadas na filmagem? Quais ambientações e elementos de fundo ajudaram a transmitir o tom da história?
·                     Roteiro. Analise a história, os diálogos e as caracterizações. Achou a trama inventiva e imprevisível ou chata e fraca? Os personagens pareciam reais para você?
·                     Edição. O filme parecia picotado ou fluía bem de cena em cena? Observe efeitos de iluminação e ambientação. Se o filme tem efeitos computadorizados, analise se eles combinavam com o resto das imagens.
·                     Figurino. As roupas encaixaram bem no estilo do filme? Elas contribuíram para o tom da história ou apenas distraem o espectador?
·                     Cenografia. Como a ambientação do filme influencia outros elementos? Ela melhora ou piora a experiência? Se o filme foi filmado em um local real, a locação foi bem escolhida?
·                     Trilha sonora. Os sons combinaram com as cenas? A trilha foi super ou subutilizada? A música pode melhorar ou acabar com um filme, principalmente se as músicas tiverem uma mensagem ou um significado específico.
PRA FINALIZAR:
Edite o texto. Ao terminar o esboço, leia-o e avalie o fluxo e a estrutura. Talvez seja preciso reorganizar parágrafos, remover frases e adicionar materiais para melhorar pedaços que não fluem muito bem. Uma revisão básica é necessária, mas se possível, revise o texto duas ou três vezes.
·                     Pergunte-se: a crítica reforça minha tese? A conclusão fechou as ideias propostas no início do texto? Veja se a crítica contém detalhes suficientes sobre o filme. Talvez seja preciso acrescentar mais descrições para transmitir melhor a ideia do filme para o leitor. Avalie se a crítica é interessante como obra. Você contribuiu com algo para a discussão? Os leitores ganharão algo lendo a crítica que não ganhariam simplesmente assistindo o filme? Revise a escrita. Os nomes dos atores e profissionais técnicos devem ser escritos corretamente e todas as datas devem ser checadas. Confira erros gramaticais e de digitação para criar uma crítica profissional! Publique a crítica. Poste-a em seu blog, em um fórum de discussões, nas redes sociais ou envie-a por e-mail para amigos e familiares. Os filmes são formas de arte recentes e, como todas as outras formas, são fontes de controvérsia, influenciam a cultura e ajudam na autorreflexão. Eles devem ser discutidos, sejam bombas ou obras geniais! Parabéns por contribuir com sua opinião valiosa para a discussão.
·                     Compreenda que o fato de não gostar de um filme não significa que deve escrever uma crítica ruim. Como crítico, seu papel é ajudar os leitores a encontrar filmes que eles gostarão; como não tem o mesmo gosto que todos, é preciso saber quando os outros gostarão de algo, mesmo que você não goste.
·                     Leia muitas críticas e pense no que as torna mais úteis do que outras. O valor da crítica nem sempre está na precisão (o quanto o leitor concorda com o autor), mas sim na utilidade (como o autor é capaz de prever se o leitor vai ou não gostar do filme).

·                     Não entregue as reviravoltas do filme! Ninguém gosta de Spoiler! MÃOS A OBRA!!!

Ah... e já fica o Trailer da MULHER MARAVLHA que eu adorei... por sinal!

sexta-feira, 3 de março de 2017

Lixo extraordinário

Oi galerinha do 8° ano. Essa semana falamos sobre a Arte Contemporânea. Disponibilizo aqui o link do documentário Lixo extraordinário , do Artista Vik Muniz.  Aproveite o final de semana pra assistir. 😘😘😘

https://youtu.be/ZdZHab1ZB8Q

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

SUMIÇO

As coisas andam na correria mesmo. Um rascunho ficou guardado por mais de 8 meses...  E as aulas parecendo que cada vez voar mais rápido. Greves, paralisações, aulas e reposições... Foi um ano de muitas coisas que até faltam palavras.

Passou o ano de 2016, chegou 2017. 

Curti as férias. E vcs?

Mas agora está na hora de voltar.

Lembrando que aqui votarei a postar nossos trabalhos, dicas para as aulas, materiais extras, ...

E temos o nosso Facebook 
https://www.facebook.com/Professora-Arteira

Bora?!?

Beijos e aproveitem os últimos dias de férias!

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Arte Rupestre

Essa semana teve arte rupestre com os 6° anos. Desenho com carvão. Tem uma Galerinha talentosa.
Sem contar no destaque do Lindo do meu aluno da sala de recurso. Ele se superou e deu show nessa atividade.

Fazer arte. O tempo passa voando.

Tenho muita vontade de fazer arte. O tempo todo. Em tudo vejo poesia e arte. Acabo por não ter tempo.

E o que acontece???

Faço meus alunos fazerem arte!!!!!

Essa semana teve de tudo... Jogo dos copos, garganta rouca, gripe, arte rupestre, pintura corporal e Frida Kahlo.  Vou postar as fotos de alguns momentos.

Porque fazer arte é tudo de bom!!!!

segunda-feira, 6 de julho de 2015

CUMPLEAÑOS DE FRIDUCHA!!!



E pra não deixar passar em Branco, hoje, é o aniversário (6/7) da Artista Frida Kahlo. Tenho adoração e paixão por essa artista fascinante e toda a sua história.

Aqui deixo o link da Biografia da artista Grátis em E-book para baixar em PDF.

http://lelivros.red/book/download-frida-a-biografia-hayden-herrera-em-epub-mobi-e-pdf/

E o trailer do Filme FRIDA. Imperdível.




6º ANO Pré História e Arte Rupestre. Dicas

Olá Alunos do 6º Ano!!!!!!

Depois das aulas que tivemos sobre a Pré-História e a Arte Rupestre, deixo aqui as dicas que falei em sala de aula.

A primeira delas é a visita em 3D a Caverna de Lascaux, cheia de Pinturas e muita interatividade.
Basta clicar no LINK http://www.lascaux.culture.fr/#/fr/00.xml e passear!!! É muuuuito Show.

Deixo aqui também alguns vídeos do Youtube, pra diversão, mas que se passam no período da Pré-História. Vale a pena fazer a leitura e tê-los como referência. E, vamos falar sério... assistir desenho é tudo de bom!

Eu sempre Adorei os Flintstones. Aqui vai a segunda temporada completa.


Pra quem ainda não viu, Os Croods faz até a leitura da evolução do homem.


Aqui está a Primeira Parte do Documentário Vivendo Entre as Feras, que eu passei um trecho pra vocês. Direto do Discovery Channel pra tela do seu computador...rs.
PARTE 1

PARTE 2


Sem falar em Era do Gelo 1, 2, 3 e 4. E também o filme 10.000 aC
#ficaadica da profª Dai! hihihi! Beijos e se divirtam!!!!

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Processo Artístico

Processo criativo constante. Professora Arteira está voltando a criar. Em breve, estarei divulgando meu trabalho, além de professora e mãe. Aqui fica uma amostra. Esse foi o trabalho feito para uma amiga professora, para o quarto só bebê dela.

Técnica: acrílica s/ madeira
Tela com o tema O Pequeno Príncipe
Medidas: 100×70 cm

sábado, 16 de maio de 2015

Coordenação motora e estímulos


A educação infantil abrange o ensino de crianças de zero até seis anos e uma das habilidades que devem ser desenvolvidas durante essa fase é coordenação motora. A criança responde aos estímulos de várias formas e cabe ao professor, nas primeiras séries, trabalhar a motricidade da criança. Uma série de atividades bem elaboradas além de desenvolverem nas crianças habilidades motoras, proporciona a aceitação, a participação e a evolução da criança nesse novo ambiente, que é o escolar.

Coordenação motora é definida como a capacidade de usar de forma eficiente os músculos do corpo obedecendo aos comandos que o cérebro envia. Existem três tipos de coordenação motora: a geral, a específica e a fina. Veja como cada uma delas funciona:

Coordenação motora geral

Esse tipo de coordenação motora faz com que os adultos e as crianças consigam dominar os próprios corpos e assim controlar todos os movimentos, até os mais rudes. A coordenação motora geral é essencial para que as pessoas andem, rastejem, pulem e façam outros exercícios do mesmo tipo.

Coordenação motora específica


A coordenação motora específica permite que as pessoas possam controlar os movimentos específicos para realizar um tipo determinado de atividade. Jogar futebol e jogar basquete usam de coordenações diferentes.

Coordenação motora fina

A coordenação motora fina é responsável pela capacidade de usar de forma precisa e mais eficiente os pequenos músculos que estão no nosso corpo, para que assim eles produzam movimentos mais delicados e específicos que outros tipos de coordenação motora. A coordenação motora fina é usada para costurar, escrever, recortar ou para digitar.

O professor da educação infantil, conhecedor dessas especificidades, deve elaborar atividades que possam auxiliar o desenvolvimento de todas as coordenações. Para trabalhar a coordenação motora geral, músicas gestuais e danças podem ser usadas para estimular as partes do corpo. 

Rasgar papéis, modelar massinhas, ligar os pontos, desenhar traços geométricos e pintar dentro dos limites dos desenhos são atividades que auxiliam a evolução das habilidades motoras das crianças. No momento em que a criança precisa ser alfabetizada, ela já deve ter o mínimo do domínio da coordenação motora fina, para conseguir realizar tarefas simples, como segurar o lápis de maneira correta e fazer as curvas das letras. 

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado 
http://www.portaleducacao.com.br/pedagogia/artigos/48853/educacao-infantil-coordenacao-motora#ixzz3bG7x7ovO



Para trabalhar com ritmos, uso normalmente aqueles cones de costura, fazendo jogo dos copos, escravos de Jó, etc., de acordo comna faixa etaria das turmas em que atuo. Jigos ritmicos mais complexos, como o 'Fome Come' do Palavra Cantada podem ser feitas ate o ensino médio. Mas usar esses mesmos cones com os menores, tem muitas vantagens. Empilhalhar, encaixar, fazer torres triangulares... Aqui em casa o material foi descoberto por "acaso". Mas é diversão garantida e desenvolvimento para os pequenos e sua coordenação motora específica. 


sexta-feira, 15 de maio de 2015

Nova na família: Olga

Essa é a nova integrante da família. OLGA. Foi meu filho quem escolheu o nome. Tentei saber de onde ele tirou esse nome. Sugeri:
- Vamos escolher um nome mais simples. Que tal Nina?!
E ele me respondeu categórico:
- Então ela vai ter dois nomes. Olga Ninas.
Eu ri.
-Melhor ela só se chamar Olga mesmo.

Temos dois animais de estimação. A Frida (que eles insistem em chamar de Ximbica, mas que na verdade tem a identidade secreta de Clara Crocodilo) e Amy, a cachorrinha ogra. (Não consigo conter o riso ao escrever isso... Aqui em casa é assim... Uma loucura mesmo!)

E logo no primeiro dia a Olga se adaptou tão bem e as crianças corresponderam tão bem também. Fiquei pensando nos benefícios que os animais de estimação podem trazer na infância.

Segundo fonte:http://www.acolhida.org.br/os-beneficios-dos-animais-de-estimacao-para-as-criancas/

Algumas pesquisas da Universidade de Melbourne – Austrália apontaram que as crianças que tiveram algum tipo de animal até a idade de cinco anos, posteriormente se tornaram mais resistentes a algumas doenças. Enquanto isso, aquelas que não tiveram a experiência de ter um animalzinho de estimação, estavam mais propensas a desenvolver alergia e infecções de ordem respiratória. Outro estudo comprova que problemas respiratórios começam a se desenvolver na adolescência. O fato de respirar o pó de casinhas de cachorros e até pelos de gatos, demonstraram que o organismo humano desencadeia uma proteção natural conta o vírus RSV, responsável por diversas infecções e problemas respiratórios.

Conheça alguns benefícios que os animais podem trazer às crianças.

 

Responsabilidade

 

Ter um animal requer cuidados e estes cuidados, orientados pelo adulto, estimulam a autonomia e a responsabilidade. Cuidar da limpeza do bichinho e do seu habitat, cuidar da sua alimentação, medicá-lo quando necessário, também favorece o desenvolvimento do vínculo afetivo e a lidar com os mais diversos sentimentos, da frustração à alegria e até a morte. E nesta relação entre a vida e a morte que o animal de estimação tem um papel muito importante, a criança aprende a lidar com a perda, com a dor.

 

Relacionamento

 

A partir da convivência com animais, a criança aprende a se relacionar com as outras pessoas, desenvolvendo a sensibilidade, a observação, a compreensão e os sentimentos de solidariedade, generosidade, zelo, afeto, carinho e respeito.

 

Desenvolvimento físico

 

Os animaizinhos também podem ser fortes aliados no desenvolvimento físico das crianças através de brincadeiras e exercícios. Os cães, por exemplo, exigem caminhadas diárias, isso pode incitar a criança a fazer passeios e jogos ao ar livre.

 

Saúde

 

Além do afeto, os animais também podem produzir outros benefícios para a saúde. As terapias assistidas por animais são capazes de promover melhoras físicas, sociais, emocionais e cognitivas humanas. Os animais são indicados para pessoas com deficiências sensoriais (cegos e surdos), dificuldades de coordenação motora (ataxia), atrofias musculares, paralisia cerebral, autistas, portadores de Síndrome de Down, distúrbios comportamentais e outras afecções.

Tem até uma ONG PATAS THERAPEUTAS: http://patastherapeutas.org/os-beneficios-da-convivencia-com-animais/

E olha o que eles dizem:

Existem diversos benefícios na convivência com os animais, não só físicos e mentais, mas também educacionais, por exemplo. Conheça abaixo alguns dos benefícios e também as diversas áreas de atuação dasTerapias Assistidas por Animais.

Físico

Melhorar as habilidades motoras finas;
Melhora as habilidades para a condução cadeiras de rodas, andadores e etc;
Melhorar a posição de equilíbrio;

Saúde Mental

Aumentar interações verbais entre os membros do grupo;
Aumentar as habilidades de atenção (ou seja, prestar atenção, permanecer na tarefa);
Desenvolver habilidades de lazer / recreação;
Aumentar a auto-estima;
Reduzir a ansiedade em geral;
Reduzir a solidão e depressão.

Educacional

Aumentar o vocabulário;
Ajudar na memória de longo ou curto prazo;
Melhorar o conhecimento de conceitos como tamanho, cor, etc.;
Melhorar a vontade de se envolverem em uma atividade de grupo;
Melhorar as interações com os outros;
Aumento exercício;
Motivacional.

Benefícios para as crianças

Ter animal de estimação ensina as crianças a responsabilidade e respeito para com os outros seres vivos. Aumenta a autor estima. As crianças que possuem um animal de estimação estão mais envolvidas em atividades como esportes, hobbies, clubes ou tarefas. Contribuem para o crescimento saudável de uma criança. A utilização de animais durante as sessões de terapias tem como resultado melhorias significativas nos processos de tratamento de uma criança que sofre de uma doença.

Benefícios para os adultos

De acordo com o Inquérito à Ocupação do Tempo Americana (2007), a maioria dos trabalhadores gastam cerca de 7,6 horas de trabalho em seus dias normais de trabalho. Com tais rotinas de trabalho, passar algum tempo brincando com seus animais de estimação ajuda a reduzir pressão arterial e diminuir a sua ansiedade e níveis de estresse.

Adultos que não têm filhos também podem aprender as habilidades do carinho e da paternidade quando um animal entra em suas vidas.

Estudos também refletem melhora significativa que ocorre entre os pacientes adultos quando os animais estão incluídos durante as sessões de terapia.

Benefícios Fisiológicos

Em 2001: estudo realizado pelos Professores  Doutores Johannes Odendaal e a Susan Iehmann , publicado no Journal of the American Association of Human-Animal Bond Veterinarian (AAHABV) África do Sul, comprovou que após 15 a 20 minutos de interação com o animal há a liberação no organismo humano:

 

Neurotransmissores (são substâncias químicas produzidas pelos neurônios)

AUMENTA 
Prazer e controle motor: DOPAMINAAUMENTA 
Ânimo e antidepressivo: FENILATALAMINAAUMENTA 
Analgésico e sensação de bem-estar: ENDORFINA 

Hormônios (mensageiros químicos do corpo)

AUMENTA 
Vínculo social:PROLACTINAAUMENTA 
Confiança: OXITOCINADIMINUI 
Estresse: CORTISOL

E pra encerrar o post, eu sou a favor da Adoção consciente de animais de rua. Histórias de dificuldades de adaptação com um novo companheiro e devolução de cães sempre se repetem, pois as pessoas muitas vezes não entendem a responsabilidade de uma adoção e, tampouco, o processo completo de escolher um cão certo para elas. Não basta ir a um abrigo e escolher um animal; há muitas variáveis a considerar. Combine a incompatibilidade de energias com introdução no tempo e forma indevida de um novo cão em sua matilha e você terá a fórmula para uma situação triste, mas muito comum, de um cão resgatado sendo devolvido ao abrigo. Quando você adota um cachorro, faz a promessa de cuidar dele por toda a vida. Você deve isso a ele. Antes de adotar um animal, portanto, pense sobre aspectos da sua vida, sobre futuras responsabilidades e sobre qual o cão ideal para sua família. A escolha de um companheiro envolve processos de autoavaliação e avaliação do cão. Para saber mais acesse: http://nelcisgomes.jusbrasil.com.br/artigos/159453318/posse-responsavel-a-adocao-consciente-de-um-animal

A Olga apareceu aqui em casa. Já foi ao veterinário e tomou as vacinas e remédios. Tem cerca de 60 dias.

E você ainda tem alguma dúvida que essa família vai ser muito feliz?!

A moda dos livros para colorir

Se tem a ver com arte, se ajuda e não atrapalha, se faz bem pra alguns mesmo que seja moda... Sou a favor. E é isso que está acontecendo com os tais Livros de colorir para adultos. Começou com o Jardim Secreto, preço médio de R$30,00. Não estou recebendo nada e nem estou fazendo merchandising. Mas acabo de ver um post que a L&PM lançou também um livro pra colorir de bolso e com preço padrão da editora. Fácil de carregar na bolsa. Pra fazer na fila do banco, na espera do médico... Achei show.

Tem uma amiga que é fera do desenho e no make e que também tem um blog. Http://lalilee.blogspot.com onde ela mesma está criando seu livro de colorir.

Se você não é fera no desenho... Também tem muito desenho pra imprimir e colorir. Só digitar no google imagens "para colorir". De Bob Esponja a Monalisa.

Eu que tenho aversão a moda, essa me pareceu bem simpática. Bora colorir?!?

domingo, 19 de abril de 2015

Feriado com chuva... O que fazer?!

Inventar, se divertir, sorrir, esquecer o amanhã, fazer sessão cinema, sessão cócegas, sessão arte, sessão foto... UFA! Tanta coisa pra fazer!!!! A chuva só deixou tudo mais gostoso.

O principal é sair da frente da internet e inventar algo novo.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Dicas de fotografia

Nove regras básicas para melhorar a qualidade de suas fotos

REDAÇÃO EM 24 DE MARÇO DE 2015 ÀS 17:26 fonte catracalivre.com
https://catracalivre.com.br/geral/web-educacao/indicacao/nove-regras-basicas-para-melhorar-a-qualidade-de-suas-fotos/

É possível tirar fotos profissionais e com boa qualidade apenas com o uso de um celular. Que tal inovar em seu perfil no Instagram e no Facebook e surpreender os seus amigos com uma imagem incrível?

Veja nove regras baseadas no trabalho do renomado fotógrafo norte-americano Steve Mccurry, realizado pela Cooperative of Photography que irão a te ajudar a melhorar a qualidade de seus cliques.

Regra dos Terços

Antes de você tirar a foto, imagine a área da fotografia dividida em 3 linhas paralelas no sentido horizontal e no sentido vertical. As interseções destas linhas imaginárias formarão 4 opções para a colocação do seu centro de interesse.

Linhas principais

Utilize as linhas naturais da paisagem para levar o olhar para dentro da foto.

Linhas diagonais

As linhas diagonais criam ótimos movimentos para as fotos.

Molduras

Use molduras naturais como janelas e portas do cenário.

Contraste

Encontre um contraste entre o objeto e o fundo.

Preencha o quadro

Se aproxime dos objetos que irá fotografar

Olhar dominante

Coloque o olhar dominante no centro da foto, assim dará a impressão que a pessoa está olhando para você.

Padrões e Repetições

Os padrões e repetições são esteticamente bem vindos

Simetria

Linhas simétricas são um prazer para nossos olhos.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Diamantes

Meus alunos são diamantes. Cada vez que vejo-os evoluindo, se superando... São diamantes que brilham mais.

Parabéns pelos lindos trabalhos!!!

Alunos do 7° ano 

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Dia da família na escola

   Uma prática que está se tornando comum em todas as escolas, apos um decreto federal, hoje foi o Dia da Família na Escola dos meus filhos. Nas escolas estaduais chamamos de Semana de Integração Escola Comunidade.

   Momento especial e que com certeza faz a diferença na memórias afetiva de nossos filhos. Vê-los brincando e interagindo, a conversa com outros pais... A gente se sente mais humano, mais pai...

Feliz dia da família na escola.

sábado, 4 de abril de 2015

PÁSCOA

Esses períodos de festa me deixam muito emotiva. A minha casa sempre foi cheia de tradições. De origem Alemã com minha mãe, minhas avós e bisavós... Datas festivas tradicionalmente católicas pediam bolacha de natal, bolacha de páscoa, grostilis e estoles, ovos pintados a mão com amendoim doce caseiro dentro... 

 Teve uma fase (a terrível adolescência) em que fugi de certos rituais. Como todo adolescente bobo. 

Mas agora, que tenho meus filhos, sinto tanta vontade de ter a casa na Páscoa com cheiro de Chá de Marcela, pra depois pintar as casquinhas à mão. Ter as bolachinhas de mel e a caça aos ovos. Ter um café da manhã especial e ir à missa... 

Pra falar a verdade eu não sei se acreditei em Coelho da Páscoa por muito tempo. Não me lembro. Mas o que fazia a minha infância mais doce, não era acreditar nele (Papai Noel e Coelho da Páscoa). Era a minha mãe. Que fazia tudo ficar tão especial! A maneira como ela cuida dessas datas, deixando tudo com cara de "lar doce lar"! Ela quase enlouquece a gente com todos os preparativos! Mas depois que o dia chega... 

Agora... depois de tantos anos... ahhh... como tem um sabor especial lembrar de tudo...

Por isso, acabei de preparar as pegadas, esconder as cestas e fazer a cartinha. Talvez meus filhos nem sequer cheguem a acreditar em coelho,,, com tantas tecnologias... Mas espero que eles se lembrem da manhã gostosa, cheia de brincadeiras e encantamento. E que se lembrem de mim, com o mesmo carinho que hoje eu estou a pensar em minha mãe...